Alemanha

A Estrada Romântica da Alemanha

Rothenburg op der Tauber é uma das principais cidades parte da linda e famosa Rota Romântica da Alemanha. O roteiro de 410km de estrada, composto por um fio condutor de 28 cidades ou vilarejos, tem duas principais possibilidades de explorar: iniciando em Würzburg (e seguindo em direção ao Sul do país) ou por Fussen (e atravessando o país para o norte). Em ambas, Rothenburg op der Tauber é passagem obrigatória. É uma cidade medieval muito bonita, preservada e cheia de personalidade que, apesar de guardar séculos de historia (dos quais passaram por lá guerras, papas e inquisições) – fato que muitas vezes representa certo “peso” no cotidiano local – se mostra bastante dinâmica para acompanhar o extenso turismo mundial e mantê-la no mapa das cidades mais visitadas e atraentes da Alemanha.

Prova disso são os eventos e feiras anuais que movimentam a economia local e são motivo de sobra para entreter o turista. Lá é sediado um dos mercados natalinos mais lindos dos quais se tem conhecimento; o festival do Vinho, que acontece no mês de Agosto, é outro que atrai entusiastas e conhecedores; entre outras atrações que o turismo local disponibiliza pelo site https://www.rothenburg.de

Turismo, lá, é coisa séria e realmente bastante promissor, representando de 20 a 25 % do do seu PIB. No ranking das nacionalidades que mais escolhem-na como ponto de passagem estão: alemães (250 mil estadas/noite), seguido de americanos (47.937), japoneses (29.838) e na sequência holandeses (22.610). Só em 2016, os brasileiros representaram um total de 8.443 noites de hospedagem por lá; número que em 2017 cresceu mais de 30%. Mas nem devido ao fluxo intenso de turistas a cidade perde seu charme.

Duas noites por lá são suficientes: o acesso pela cidade é facilmente feito a pé – ainda melhor pois de carro é um tanto complexo devido às ruas extremamente estreitas e não apropriadas para veículos – e consegue-se visitar uma porção de pontos interessantes. São imponentes os monumentos preservados como as fortificações da cidade com suas paredes gigantes, torres, battlements, portões, igrejas de construção gótica, casas dos antigos Patricios da Idade Média, entre outros tesouros da antiguidade que atraem todos esses turistas ano a ano.

Há um equilibrio, no entanto, entre essas construções de grandes proporções com o charme das casinhas – também medievais – cuja arquitetura nos remete ao passado com telhados de tijolinho à vista e fachadas sempre bem cuidadas cheias de cor com as flores do verão (no inverno, as flores dão lugar para o romântico branco da neve). É muito fácil percorrer, a pé, a cidade velha de Rothenburg, principalmente porque o Departamento de Turismo dispõe de excelentes guias todos os dias, para todos os perfis. Guias que podem variar de pequenas ou longas caminhadas pela cidade – com ou sem museus e atrações históricas -, passeios pelos vinhedos locais, e outros mais exóticos que saem ao escurecer para quem gosta de assuntos relacionados à época da inquisição.